Dia de jogo do Goiás. E você, como está sua empolgação? Aliás, você se lembra qual foi seu último período de alegria com o Verdão?

Chamei meu irmão pelo WhatsApp e pra iniciar a conversa disse, meio que para puxar papo:

— Hoje tem Verdão!

E ele me respondeu algo que me fez parar para pensar:

— Tá voltando a ser uma alegria, né?

E então me lembrei dos bons momentos de Serra Dourada e de como eles já estão distantes.

Qual foi seu último período de alegria com o Verdão, esmeraldino? Qual foi a última época longa de sorrisos abertos com o Goiás, torcedora?

Eu respondo, de minha parte: foi aquele segundo semestre de 2013, até meados de novembro. Ali tínhamos ainda um clube com alma grande e a torcida gritando “a Taça Libertadores, obsessão!” como um lema factível. Aí veio aquele 3 a 0 no Serra, que é o nosso 7 a 1, embora o Santos não fosse nenhuma Alemanha.

Cinco anos e muitas outras decepções depois daquilo, começo a sentir de novo um certo prazer ao me lembrar de que o Goiás vai jogar. Porque o time em campo passou a dar um pouco de segurança sobre o que pode alcançar, onde pode chegar.

Felipe Gedoz 428x300 - Verdão morro acima: o "foguete" sobe, a alegria volta
Felipe Gedoz, um dos destaques do time que podem brilhar mais | Rosiron Rodrigues / Goiás EC

Temos um grande treinador para a Série B, talvez o melhor da competição; jogadores importantes que recuperaram a confiança, como Giovanni e Lucão; um elenco que parece estar motivado e se motivando cada vez mais; e uma torcida volta a demonstrar empolgação.

É isso que me faz ter convicção de que a Série A é algo que o Goiás não conseguirá somente se voltar a repetir velhos erros.

Nesta sexta-feira, contra um Sampaio Correa ainda curtindo o título da Copa do Nordeste (aka Lampions League) e com muitas baixas, é uma boa chance de dar prosseguimento a essa empolgação. O G-4 é logo ali.

Lincolneanas

* * * * * Sampaio Correa jogará bastante desfalcado. Está na zona de rebaixamento. Não poderia ter melhor ocasião para uma nova vitória fora de casa.

* * * * * O técnico Ney Franco vai encher o meio de campo para iniciar o jogo. Não discordaria, desde que Felipe Gedoz estivesse realmente em boas condições físicas. Sem isso, melhor seria começar como terminou contra o Criciúma, porque, tecnicamente, o Goiás é superior.

* * * * * Ainda é tempo de parabenizar a nós mesmos: bastou uma faísca de motivação com o time para lotar o Olímpico numa noite de sexta-feira. A torcida esmeraldina é fantástica.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Elder Dias
Jornalista, servidor federal, ambientalista e esmeraldino por natureza. Buscando sempre aliar paciência de Jó com perseverança de Cafu.