“As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

9 razões para acreditar que o mundo terá uma vacina para o novo coronavírus em 2021

Muitos estão se perguntando se teremos uma vacina contra a covid-19 já no começo de 2021. O cientista médico e especialista em doenças infecciosas da Universidade da Virgínia (EUA) William Petri pesquisa o novo coronavírus e atende pacientes da doença. Sempre questionado sobre como ter certeza de que os pesquisadores desenvolverão com sucesso uma vacina para prevenir a doença, ele explica neste artigo (clique no título em verde para acessá-lo) até onde as pesquisas já chegaram e por que é possível crer em uma vacina contra a doença.

Fiocruz e Astrazeneca assinam 2ª-feira contrato para 100 milhões de doses da vacina de Oxford

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a empresa AstraZeneca formalizam na próxima segunda-feira, 31/8, a assinatura do contrato para a produção da vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório. O acordo entre os laboratórios sela a transferência de tecnologia e a produção de 100 milhões de doses da vacina pela Fiocruz, caso seja comprovada a sua eficácia e segurança.

Multa para não uso de máscara e limite de pessoas em reuniões: Alemanha tenta frear 2ª onda

A Alemanha se prepara para aumentar as restrições e conter uma segunda onda da pandemia do coronavírus, com a aplicação de multas de pelo menos 50 euros (331 reais) a quem não usar máscara. O país também deve limitar a 25 o número de pessoas que podem se reunir privadamente, segundo um projeto de acordo entre regiões e governo federal. Além disso, as autoridades pretendem reforçar os controles para garantir que as quarentenas estão sendo cumpridas e também aplicarão multas caso isto não aconteça.

Dizer “tomei cloroquina e me curei” não significa nada; entenda o porquê

A frase acima é o que se chama de “evidência anedótica”, informal, sem valor científico. E o erro de lógica usado para se chegar nessa “evidência” é uma falácia lógica, chamada também de correlação coincidente ou, em latim, post hoc ergo propter hoc (“depois disso, logo, causado por isso”). A explicação é do cientista David Grimes, autor do livro The Irrational Ape, sobre desinformação relacionada a ciência.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa  — #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates