Em meio à pandemia do novo coronavírus, as instituições vão se adaptando para dar sequência a suas atividades e mesmo avaliar sua caminhada.

É o caso da unidade universitária da Universidade Estadual de Goiás (UEG) em Inhumas, que promove desde quarta-feira (14/4) até sexta-feira (16/4) a 4ª Semana em Defesa da Escola Pública, sempre com início às 20 horas.

O ciclo começou ontem, com o tema Os (des)caminhos da educação brasileira no Governo Bolsonaro, tendo como expositor Daniel Cara, coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, e o professor João Ferreira de A. Júnior como mediador.

Nesta quinta-feira, o debate A universidade pública no Brasil e a ciência terá os professores Cedric Graebin (UFRRJ), Júlio Bispo (UFAL) e Marcilene Pelegrine, da Faculdade de Letras da UFG. A mediação será do professor Wesley Luís Carvalhaes.

Por fim, sexta-feira tem como temática Por que defendemos a escola pública no Brasil?. Os debatedores serão Fabiana Pessoni (CEPMG Manoel Vilaverde/Inhumas), Sandra Almeida F. Camargo (SMS/Goiânia) e Weberson de Oliveira Morais (CE Irmã Gabriela/Goiânia), com o professor Cláudio Pires na mediação.

O evento é online, gratuito e tem transmissão da UEG TV. O objetivo é pensar a escola e a universidade pública como espaço de formação da classe trabalhadora e de resistência à precarização e à mercadorização do ensino.

A transmissão ao vivo poderá ser acessada pelos seguintes canais:
www.tv.ueg.br e www.YouTube.com/UEGTV

________________________________

Evento: 4ª Semana em Defesa da Escola Pública
Data/horário: 14 a 16 de abril, a partir das 20 horas
Local: transmissão online pela UEG TV (site e YouTube)
Valor: gratuito


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates