“As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

Imunização com vacina de Oxford pode começar no Brasil em janeiro de 2021

O Ministério da Saúde prevê que as primeiras doses da vacina de Oxford já possam ser distribuídas pelo SUS em janeiro. A meta é produzir, inicialmente, 100 milhões de doses da vacina de Oxford a partir de insumos importados. A produção integral da vacina na unidade técnico-cientifica Bio-Manguinhos, da Fiocruz, deve começar a partir de abril do próximo ano. Esse cronograma será seguido se os testes da última fase comprovarem a eficácia e a segurança do imunizante.

Única cidade do Piauí sem casos confirmados investe em testes e barreiras sanitárias

Canavieira, a quase 400 quilômetros de Teresina, é o único município do Piauí que ainda não registrou casos confirmados de covid-19. Dentre as medidas adotadas na cidade para evitar o contágio do novo coronavírus estão as barreiras sanitárias, a testagem de casos suspeitos e a notificação de pessoas que chegam de outros Estados. Secretaria Municipal de Saúde destacou um programa de busca de casos suspeitos como principal trunfo, mas lamenta que população – principalmente os jovens – está mais descuidada ultimamente.

Conheça a complexa logística planejada para a chegada da futura vacina a todas as pessoas

Longos corredores paralelos flanqueados por colunas de congeladores de quase 2 metros de altura, cada um ajustado para -80 ºC: em um espaço assim será armazenada parte das vacinas contra a covid-19 antes de chegar até a população. As instalações, do tamanho de um campo de futebol, são uma das duas fazendas frigoríficas que a empresa UPS está construindo para armazenar milhões de doses de vacinas anticoronavírus e enviá-las sem demora ao mundo todo. Entenda como se dá todo esse processo.

Parque em Detroit (EUA) é transformado em memorial para mais de 900 vítimas da covid-19

Um parque em Detroit (EUA) foi transformado em um memorial com mais de 900 fotos de vítimas da covid-19. A instalação, montada em uma ilha no rio que passa pela cidade, foi aberta na segunda-feira, 31/8. O memorial funciona como um drive-thru: os visitantes não saem do carro ao visitar as imagens. Antes da abertura, os próprios parentes das mais de 900 vítimas do novo coronavírus em Detroit e região levaram as fotografias ao parque.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa  — #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates