# Copa do Mundo da Rússia – 2018 – Dia 18 #

Bjorn Borg ganhou 5 vezes em Wimbledon e 6 em Roland Garros sem subir à rede. De acordo com o que ele dizia, “o adversário vai errar”.

stewart fittipaldi 453x300 - Rússia 2018, dia 19: o Hexa é uma realidade, Neymar mandou avisar
Jackie Stewart (5) e Emerson Fittipaldi em um “pega” nos idos de 1973 | joseinacio.com

Jackie Stewart dizia que o pior pesadelo era ver o carro do Emerson Fittipaldi no retrovisor, pois, ao menor erro, seria ultrapassado.

Ali deixou Foreman bater nele por 7 assaltos na famosa “Rumble in The Jungle”, aplicando a famosa estratégia “rope a dope”.

Tite deixou a bola ficar com o México nos primeiros 25 minutos. Mesmo no resto do primeiro tempo, sua equipe não foi assim tão agressivo. Para alguns, até correndo riscos. Pra mim, simplesmente deixando que o time “arame liso” do México tomasse consciência de sua própria inocuidade. Assim, ficou claro que o time de verde não machucaria ninguém!

Sobre as teimosias do Tite: Willian fez com que ele fosse recompensado com a insistência, fez jus à confiança depositada pelo “hômi”. Defensivamente, foi fundamental e, num determinado momento, encheu-se de confiança e partiu pra cima. Numa dessas jogadas, deu o passe para Neymar concluir a jogada que havia começado, num lance em que, enfim, surgiu o GÊNIO! Da jogada ao toque de calcanhar, a movimentação levando adversários e o posicionamento para finalizar, ali estava, pleno, o Neymar que os brasileiros esperam!

Com esse gol, é preciso fazer esse registro, Neymar atinge o que Cristiano Ronaldo e Messi ainda não conseguiram: fazer um gol em mata-mata! Inclusive, ele próprio já havia jogado duas partidas de assim (contra Chile e Colômbia, na Copa de 2014) e esteve muito abaixo do que poderia apresentar. Mas, nesta segunda-feira, chamou a responsabilidade e mostrou a que veio!

Curiosamente, num dia de brilho mais resplandescente do Neymar, quem teve atuação apagada foi Coutinho. É assim que deve ser e é por isso que temos dois imensos craques no time? Ou foi mera coincidência?

Gabriel Jesus é a outra teimosia do Tite. Ele está jogando mal? Longe disso, principalmente se levar em consideração o papel tático e a doação defensiva, mas como parar a escalada do Firmino rumo à titularidade? O que é o tal do ME-RE-CI-MEN-TO?

Depois de quatro jogos, tem alguém jogando mal? Como na Copa passada, onde Fred e Hulk eram achincalhados e ao olhar pro banco de reservas, a perspectiva era terrível? Hoje, além do time estar coeso, temos opções no banco e um técnico que, passado o cagaço dos dois primeiros jogos, já parece ter entrado no modo de competição.

neymar layun 530x300 - Rússia 2018, dia 19: o Hexa é uma realidade, Neymar mandou avisar
No chão, Neymar sofre pisão covarde de Layun: agressão sem punição | Reprodução

Nota preocupante: por diversos motivos, me parece que o Brasil contará, de forma inusitada e inédita, com a má vontade da arbitragem. Não expulsar o mexicano que pisou no tornozelo do Neymar, depois de ver o lance no vídeo, é conivência além da conta. E não importa que ele “peça” por esse tipo de coisa ou que chore mais do que deveria, não dá para abstrair o fato: houve um pisão no tornozelo de um jogador deitado!

E agora o Brasil joga as quartas-de-final contra a Ótima Geração Belga que… quase deu todos os motivos do mundo para as pessoas fazerem as piadas que já fazem, ao ter que capinar sentado pra conseguir a classificação contra o Japão! Eu ainda não consigo entender por que razão as equipes quando vão jogar contra outras notadamente inferiores, não entram com o pé embaixo, amassando e querendo decidir logo.

Essa atuação decepcionante da Ótima Geração Belga contra o Japão torna o Brasil ainda mais favorito? Em tese, sim. Até porque duvido que o Tite permita o salto alto, qualquer que seja a fase.

O Hexa é uma realidade, foi o Neymar quem mandou avisar no jogo destas oitavas!

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Randall Neto
Randall tem 45 anos, é brasileiro sem orgulho nem preconceito, com algum amor, sim senhor. Tem dois filhos, torce pela Argentina e ainda acha que dá pra empatar o jogo contra a Itália de 82. Escreve sobre Copas do Mundo desde 2002.