# Copa do Mundo da Rússia – 2018 – Dia 09 #

É comum de algum tempo pra cá as análises sobre a participação do Brasil na Copa do Mundo se concentrarem mais no Neymar do que na Seleção Brasileira. Para o bem e para o mal. Acho isso péssimo e, ao mesmo tempo, dadas as circunstâncias, normal.

Vamos tratar de forma separada, mas o saldo dessa partida, a despeito de ter sido uma vitória apertada contra uma seleção ruim apenas nos acréscimos, foi positivo. Para ambos!

tite costa rica 300x200 - Rússia 2018, dia 09: Neymar da carretilha à milonga
Tite orienta equipe na beira do gramado: melhora da equipe só após mudanças no intervalo | Reprodução Sportv

Foi bom para a seleção porque, antes de qualquer conversa, vencer e ganhar os três pontos é fundamental! Porém, a Seleção ganha quando se modifica e melhora. Quando o Tite age rápido (Douglas Costa no lugar de Willian). E quando amassa o adversário, inconformado com o resultado, mas buscando melhoria no desempenho, para conseguir reverter o cenário. Ainda me incomoda que o Tite não consiga pensar que faz todo o sentido do mundo entrar com um time contra a Suíça e outro time/esquema contra a Costa Rica: tirar um volante e colocar um atacante é massa, mas imagina começar o jogo assim!

Por que tudo tem que ser tão ortodoxo no futebol, essa coisa do “time que começa jogando”? Por que precisa esperar 45 minutos para fazer o que TODO MUNDO sabe que precisa ser feito?

Será que assim ele capitaliza o fato de ter “enxergado” o jogo e consertado o time, tirado um coelho da cartola? Todas as vezes que eu vejo alguém enaltecendo demais um técnico que “consertou” o time no intervalo, gosto de lembrar que foi ele mesmo quem fez a merda que precisou ser consertada!

Não adianta, parece que vai ser sempre assim!

Pro Neymar, acabou sendo muito bom também. Porque fez gol, porque fez menos palhaçada, porque finalizou mais (uma defesaça do Navas, um gol na pequena área que não costuma perder e uma para fora que saiu por capricho, do gesto técnico à decisão tomada, foi tudo certo, incrível aquela bola não ter entrado) e porque pareceu mais afeito ao jogo coletivo.

Porém, ah, porém (salve, Paulinho da Viola e da Portela)… ele tomou um cartão cretino! Abusou do xingamento aos adversários (quero ver falar assim com o Sérgio Ramos), deu um showzinho patético ao final do jogo, sentado no meio de campo chorando (notem que o Marcelo vira o rosto, olha e sai andando na direção oposta, sem falar que demorou algum tempo até chegar alguém meio que numas de “mano, vamo aí, a tia vai fechar o portão”) e perdeu ainda mais um pouco do controle depois de tomar o cartão amarelo.

O pênalti é um capítulo à parte. O Neymar é tão psicopata com essa coisa da simulação, que ele conseguiu uma coisa inacreditável: fez com que o árbitro, depois de ver na TV, “desdesse” um pênalti QUE FOI de tanta raiva & ranço da palhaçada! Veja bem: o juiz tava olhando o lance, de muito perto, viu a mãozona no peito/barriga do Neymar, apontou pra cal convicto! Deve ter ouvido no ponto eletrônico “viu, vem aqui dar uma olhada no que esse otário aprontou”… e tomado pela fúria, pelo espírito de vingança que só os que são vítimas de trapaça e traição são capazes de sentir, cancelou a penalidade máxima!

Eu fico me questionando… por que ele faz esse tipo de coisa? Por que é que na cabeça dele, precisa desse tipo de expediente, com tanto recurso disponível no arsenal futebolístico dele? Por que tamanho prazer pela simulação? E, depois, argentino é que é milongueiro…

Neymar carretilha - Rússia 2018, dia 09: Neymar da carretilha à milonga
Neymar e a carretilha sobre Tejeda, depois do primeiro gol, já nos acréscimos | Reprodução Sportv

E teve o chapéu de carretilha no final! Qual a minha opinião a respeito daquilo? Foi em direção ao gol, teve a intenção de dar uma esfriada, de provocar e desestabilizar, tem até a beleza plástica do lance em si… mas eu acho também que, ao tentar um lance desses pra cima de alguém, você dá ao outro a prerrogativa de lhe quebrar as pernas. É simples, cartesiano, até.

Ainda assim, acho válido o cara tentar. Depois só não pode ficar tristinho de tomar joelhada nas costas e ficar fora da Copa…

Brasil sai desse jogo maior do que entrou. Quanto ao Neymar, precisa saber como vai lidar com o fato de que o Coutinho é, até agora, O Cara do Brasil na Copa! E ver se trata direito dessa lesão, porque todo mundo viu ele mancando em campo!

Nota final: sou capaz de apostar uma cerveja boa que ele entra em campo com as meias rasgadas…

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Randall Neto
Randall tem 45 anos, é brasileiro sem orgulho nem preconceito, com algum amor, sim senhor. Tem dois filhos, torce pela Argentina e ainda acha que dá pra empatar o jogo contra a Itália de 82. Escreve sobre Copas do Mundo desde 2002.