# Copa do Mundo da Rússia – 2018 – Dia 03 #

Sou expert em descobrir desculpinhas esfarrapadas quando algum time tem um resultado ridículo diante de um time ridículo. É muito comum alguém dizer:

— Não tem mais bobo no futebol.

Na verdade, eu não sei se já teve tanto bobo. Por outro lado, se o time da Arábia Saudita não for BOBO, não sei o que seria. E estamos falando do torneio que deveria reunir os 32 melhores times do planeta. O problema é que precisa fazer uma graça, passar um pano, daí que tem essas seleções africanas e asiáticas e sei lá de onde mais.

Copa do Mundo poderia ser muito mais legal do que é – mas talvez não daria tanto lucro para tantos bandidos como dá.

Hoje a gente viu a Austrália complicando a vida da França e a Islândia complicando – DEMAIS – a vida da Argentina. Aí eu já ouvi muito a conversinha do Bobo no Futebol…
Jorge Batata - Rússia 2018, dia 03: o bobo no futebol
Jorge Batata, o terror de Renato Gaúcho em um Goiás x Grêmio dos anos 80 | Divulgação

Eu vou um pouco além. Esses times são aqueles volantes de contenção. O futebol tem dessas coisas, porque eu me lembro quando o Renato Gaúcho estava voando, foi jogar contra o Goiás no Serra Dourada e a gente ficou com MEDO. Daí que o Jorge Batata, um cara que mal tinha carteira de habilitação para praticar futebol, botou ele no bolso! E o Renato ainda ressaltou na entrevista que sabia que que teria vida difícil contra o Jorge Batata, pois ele era de Alegrete e sempre o marcou muito bem!

Em português claro: o Jorge Batata era um cara bom em atrapalhar um craque a jogar futebol em alto nível.
Austrália, Islândia e muitas outras serão isso: Jorge Batatas que vão impedir outras seleções de jogar futebol. E vão empatar. Podem ganhar um ou outro jogo. E devem sair nas oitavas, se tanto.

Mais um motivo para amaldiçoar a Copa com 32 equipes. Mas o fato de hoje foi a refugada do Messi. Mais uma. Na hora em que se espera que ele conduza sua equipe a um lugar onde o POVO ARGENTINO acha que merece estar, ele não consegue. Porque é humano. Porque é suscetível a falhas e porque me parece mentalmente frágil. Fora o time da Argentina ser horroroso, talvez o pior que eu já vi, o Messi me deixa com a sensação de que poderia ser mais líder.

Até aqui, vimos quatro times dos chamados “GRANDES”. Espanha e Portugal não decepcionaram e não seria injusto dizer que Portugal “assustou”. A França tem um monte de jogadores bons que parecem não ter entendido ainda o papel que estão fazendo ali, todo mundo de azul…
Messi pós penal - Rússia 2018, dia 03: o bobo no futebol
Lionel Messi e sua cara de perplexidade após a “refugada” no pênalti contra a Islândia | Fifa TV

E a Argentina, com muito favor, passa da primeira fase! Daí pra frente, o que vier é lucro! A tristeza fica por conta da possibilidade do Messi ter que carregar um fardo semelhante ao do Zico, o de não ser efetivo na Seleção de seu país. Zico jogou três Copas do Mundo e perdeu um único jogo! Messi levou um time tétrico à final de um Mundial. Ambos perderam um pênalti (mal batido) numa Copa do Mundo. Messi tem UMA sombra que sempre vai pairar sobre ele, apesar de ter jogado muito mais e de ter ganhado muito mais do que o Maradona. Zico jamais ultrapassaria o Pelé e depois dele veio muito mais gente que o deixa ali, quieto, na dele…

Messi, pra mim, é o maior jogador argentino que eu já vi jogar. 
Sem a camisa da Seleção Argentina. O que acaba sendo muito triste e até injusto. Mas não tendo o que fazer, que me reste torcer pelo maior número de partidas de Messi numa Copa do Mundo, porque já vejo cada dia mais próximo o dia da despedida.

Para a alegria dos inúmeros BOBOS do futebol. Os que jogam, os que assistem, os que comentam…

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates