# Copa do Mundo da Rússia – 2018 – Dia 02 #

Com Uruguai em campo é outra coisa. Tem que respeitar o time que ganhou duas vezes esse campeonato, uma em casa e outra na casa do finalista! Com a dupla de ataque que caberia em quase qualquer time/seleção do mundo, alguns problemas de criatividade no meio, o espírito de Obdulio Varela pairando sobre a Celeste e a muito bem-vinda ausência do Lugano!

Jogo feio? Jogo feio… e eu acho que talvez seja um problema de Copa em país nada a ver. Copa do Mundo tinha que ser em lugar que tem chance de ganhar. Nem que seja a Holanda ou a Bélgica. Mas tem que ter esse componente do povo gostar de futebol. A Copa na África foi cheia de jogo ruim, no Brasil parecia cheio de jogo legal!

Mas enfim, um jogo de Copa! Com direito a GOL DE GRE-NAL no fim! O país que um dia pertenceu ao Rio Grande do Sul me fez lembrar dos Gre-Nais que eu nunca vi no sagrado e imortal Estadio Olímpico! Pra ser perfeito, faltou uma chuvinha fina, mangas compridas e os uniformes brancos dos uruguaios mais sujos de barro.

Suárez 300x195 - Rússia 2018, dia 02: "Play it again, Sam!"
Luis Suárez lamenta um dos muitos gols perdidos: inadmissível

Chama atenção os gols que o Suárez perdeu, inadmissível! E por mais que eu goste do Cavani, tenho a impressão de que às vezes ele “aceita” demais a marcação. Ah, outra coisa que me estranhou: em tempos ESPNzados e Playstationizados, parece que o Egito desperta mais atenção (por motivos de Salah) que o Uruguai, sua tradição e sua camisa que enverga varal de Vibranium!

Fato é que o Uruguai PRECISAVA desses 3 pontos e vai agora brigar pelo primeiro lugar do grupo contra os donos da casa!

DETALHE: Primeira Copa sem o Mestre Eduardo Galeano vendo a Celeste num Mundial!

MINUTO DE SILÊNCIO.

Não pela morte do Mestre, já há algum tempo, mas pelas pessoas que leram o nome dele e não sabem do que se trata ou nunca leram O Futebol ao Sol e À Sombra.

Teve o jogo da Pérsia contra Casablanca, que só serve mesmo pra gente lembrar que o Irão era a Pérsia, com todo aquele império, Dário e tudo e tal… e Casablanca, com “Play it again, Sam”!

Ok, eu sei que essa frase não é dita no filme, a Ingrid (genuflexões, por favor) fala apenas “Play it, Sam”, mas por alguma razão, a frase associada ao filme é uma que nunca foi dita. Acontece. “Publique-se a lenda”, outra frase famosa de outro filmaço, então fica essa conversa de que o Cruijff não jogou em 78 por causa da ditadura argentina, que o lateral russo enlouqueceu depois de tentar marcar o Garrincha e que o jogo contra a França em 98 foi vendido.

Existem as lendas, mas não existe nada a ser dito sobre Pérsia x Casablanca.

Agora, sobre Portugal x Espanha…

Já começa cheio de contexto porque quem jogou War sabe que quando você vem de Portugal/Espanha com apetite pra atacar a África, “mermão”, ferve o Ki-Suco!

Mas é jogo com muita gente boa de bola envolvida, colegas de equipe (e ícones) se enfrentando, sem falar na expectativa/torcida de uma chegadinha no Sérgio Ramos.

Cristiano falta - Rússia 2018, dia 02: "Play it again, Sam!"
Cristiano respira fundo e forte, se concentrando para bater a falta decisiva: precisão de lance livre, à la Hortência | Fifa – reprodução de vídeo

Mas aí, tudo de repente deixa de ter importância depois do que o Cristiano Ronaldo fez hoje. O que ele fez? Hoje ele mostrou do que é capaz! Ele mostrou que é capaz de fazer com a camisa de Portugal exatamente TUDO AQUILO que é capaz de fazer com a camisa do Real Madrid, inclusive ganhando três Champions League seguidas!

Alguém prestou atenção na maneira como ele falou, um por um, com os seus companheiros de time? Alguém duvida que esses caras estão dispostos a dar a vida por ele? Alguém duvida que esses caras ACREDITAM que podem ser campeões do mundo?

Alguém tinha dúvida que ele marcaria aquele gol de falta? Quando ele imitou nossa eterna Hortência na linha do lance livre, respirou, totalmente concentrado, todo mundo se preparou para ver um gol, o terceiro gol desse monstro sagrado!

Nenhuma lenda será mais publicável que a realidade que o CR7 nos proporcionou hoje!

E como a palavra PLAY serve para jogar, para tocar e para BRINCAR, aproveito e digo:

Play it, Cristiano Ronaldo.

Play it again, Cristiano Ronaldo.

Play it forever, Cristiano Ronaldo!

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Randall Neto
Randall tem 45 anos, é brasileiro sem orgulho nem preconceito, com algum amor, sim senhor. Tem dois filhos, torce pela Argentina e ainda acha que dá pra empatar o jogo contra a Itália de 82. Escreve sobre Copas do Mundo desde 2002.