As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

Argentino atravessa o Atlântico em veleiro para ficar com os pais durante a pandemia

O argentino Juan Manuel Ballestero, um navegador aventureiro de 47 anos, estava do outro lado do Atlântico quando o novo coronavírus forçou os países a a confinarem suas populações. Ele estava atracado em seu veleiro, convertido em casa flutuante, na Ilha da Madeira, em Portugal, quando soube do fechamento das fronteiras. Correndo o risco de ficar preso ali, ele não hesitou. Zarpou de volta para a Argentina. Ballestero pensou especialmente em seus pais: Carlos, de 90 anos, e Nilda, de 82.

A vacina experimental produzida pela Pfizer em parceria com a empresa BioNTech demonstrou bons resultados em testes com humanos. A vacina estimulou a resposta imune dos pacientes saudáveis, mas também causou efeitos colaterais, como febre, em doses mais altas. Testado nos EUA, o produto foi capaz de gerar anticorpos contra a covid-19, mas ainda não se sabe se o nível mais alto de anticorpos é realmente capaz de gerar imunidade à doença. Se tudo der certo, a expectativa da companhia é produzir até 100 milhões de doses da vacina até o final deste ano e mais 1,2 bilhão até o final de 2021.

Em Fortaleza, leitos privados de UTI para covid têm menor procura e começam a ser desativados

A taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 nos hospitais da rede privada de Fortaleza, que chegou a superar os 95%, está em torno dos 70%. Os leitos de enfermaria também registram queda na procura e têm 54% de ocupação. Os dados são da plataforma IntegraSUS. Diante da redução, hospitais estão desativando seus leitos específicos para casos do novo coronavírus e voltam a atender mais demandas eletivas.

“Crise atual seria menos grave se houvesse modelos mais saudáveis de cidades, diz arquiteta

A pandemia do novo coronavírus já provoca mudanças urbanísticas em todo o mundo. Upali Nanda, professora de Arquitetura na Universidade de Michigan (EUA) e diretora de Pesquisa da HKS Inc., uma empresa global de arquitetura, chama a atenção para como os problemas que as populações agora poderiam ser menores se tivéssemos investido em um modelo mais saudável de cidade. Clique no título da chamada para acessar a entrevista dela ao jornal O Globo.

PCR, IgM, IgG: entenda o que significam as siglas dos testes para coronavírus

Há dois tipos principais de testes para o novo coronavírus: um é o molecular, chamado de RT-PCR (sigla em inglês para transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase); e o rápido ou exame sorológico, que estão disponíveis também em farmácias e drogarias e levam menos de uma hora para apresentar resultados. Entenda melhor quais são as aplicações, as diferenças e os objetivos de cada um deles.

Pandemia tira emprego de quem mais precisa e poupa gastos dos que ganham mais

Mundo pode ter até 12 vezes mais casos e até 50% a mais de mortes por coronavírus, estima MIT

O número de casos de coronavírus no mundo é 12 vezes maior que o confirmado pelas autoridades sanitárias, segundo uma estimativa feita pelos pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos. A projeção aponta também para um número de mortes superior em até 50% e feita a partir de uma simulação digital que levou em conta as informações divulgadas por 84 países até o dia 18 de junho, e variáveis como excesso de mortes, transmissões assintomáticas e hospitalizações.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa    #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates