Na boa, de que vale o jogo deste domingo?

O principal clássico na 3ª rodada de um Campeonato Goiano que vai classificar 8 de seus 12 times ao fim da 1ª fase… parece estar bem claro que o quesito jogo decisivo não entra em questão.

Tanto Goiás como Vila Nova, obviamente, estarão entre os que irão aos playoffs do Estadual. Não será este o motivo que fará a família esmeraldina sair de seu dia de descanso para se conduzir até o estádio.

Mais do que isso: a TV aberta vai transmitir a partida. Mais uma razão para fazer corpo mole e emendar o futebol com o Faustão.

Então, o que fará com que o público lote (e vai lotar) a nova Serrinha?

Eu poderia dizer que ver como ficaram (na verdade, como estão ficando, já que a obra não acabou) as novas instalações. Quem viu em primeira mão contra o Novo Horizonte não vai deixar de querer conferir como ficou o serviço à luz do sol. Quem não estava lá na quinta-feira para ver o golaço de Michael tem nova oportunidade.

Outro fator importante é ser torcida única: mais gente terá uma chance de levar seus pais e filhos com uma maior sensação de segurança.

Mas o que anima mesmo o torcedor a estar lá, às 17 horas, faça chuva ou sol, é saber que é grande a chance de desentalar da garganta o velho refrão que não pôde ser gritado em 2018:

Um, dois, três: o Vila é freguês!

Não tem jeito: por mais que as divisões sejam diferentes, por mais que a estrutura e o elenco tenham outro preço, o esmeraldino quer ganhar do vilanovense toda vez que jogar! Faltou isso no ano passado e há uma certa crise de abstinência no ar.

michael alan mineiro 553x300 - Ótima ocasião para desentalar o "um, dois, três..." da garganta
Michael e Alan Mineiro: indiscutivelmente, hoje os dois melhores jogadores de Goiás e Vila Nova | Reprodução

Apesar de o elenco ainda estar se desenferrujando, a motivação fará a diferença contra o rival. Para Michael, David Duarte e Léo Sena, de modo especial, por todos os ocorridos do ano passado, que nem é preciso relatar, já que “tudo normal em Goiânia, nada mudou”.

Do outro lado, o Vila Nova mostra-se ainda mais amarrado. Uma vitória magra sobre a Aparecidense e um empate no último minuto contra a Anapolina. Apostam em Alan Mineiro, mas parece muito pouco para ameaçar o Goiás como visitante.

Claro que no futebol tudo pode ocorrer. Mas não tem essa de que clássico não tem favorito: por toda a conjuntura, o Goiás é, sim, o mais propenso a sair com a vitória.

Se faltava um ponto de vista assim para te animar a deixar a televisão e enfrentar o trânsito das ruas e o cimento da arquibancada, não falta mais. Tchau, sofá!

LINCOLNEANAS

 * * * * *  O craque esmeraldino da 2ª rodada não poderia deixar de ser Michael. Além do golaço que selou a vitória magra, participou o tempo todo da partida. Driblou, cruzou, correu, apanhou. E saiu dizendo, com sangue descendo na canela: “Cê tá é doido se eu vou ficar fora do clássico! Em nome de Jesus!”. Duas rodadas, dois pontos do atacante para ganhar a Bola de Esmeralda da equipe do Verde 33/Estádio das Coisas.

 * * * * *  Brenner se contundiu e está vetado. Uma pena, mas mesmo se pudesse jogar, deveria ceder a vaga para Júnior Brandão, que está com mais olho no sangue, ops… robstoneei o texto.

 * * * * *  Se repetir o desempenho que teve contra o Novo Horizonte, vou começar a apostar fichas no lateral Kevin. O trio com Michael e Marlone pode dar muitas alegrias ao torcedor.

 * * * * *  Parabéns à turma que tomou a causa do Stanley, esmeraldino que foi alvo de escrachos nas redes sociais por não ter uma camisa oficial do Verdão. Outro torcedor, o jornalista Marco Antônio, o Boi, puxou uma campanha que, no fim, levou a diretoria de marketing do Goiás Esporte Clube a presentear o rapaz com o manto. O vídeo com o resultado da ação neste link aqui. Um salve à diretoria e a todos os envolvidos!

 

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Elder Dias
Jornalista, servidor federal, ambientalista e esmeraldino por natureza. Buscando sempre aliar paciência de Jó com perseverança de Cafu.