Eu sei, já estou devendo esse texto faz uns bons dias, mas nunca é tarde para falar de alguém que nos representa tanto* — e por isso sua ausência está sendo tão sentida e sua memória, tão homenageada.

Jodelmi Cardoso Sobrinho era o nome dela, mas pouca gente sabia disso. E isso pouco importava.

O que importava mesmo era ir ao estádio e contemplar aquela senhora vibrando como uma adolescente maravilhada enquanto, no Serra, na Serrinha ou até no Paraguai, o Goiás estivesse jogando.

Tia Fia se foi no último fim de semana. De repente e cedo demais, porque pessoas como ela sempre morrem jovem, mesmo com 71 anos.

E, fora deste plano, se na dimensão em que estiver puder ter acompanhado o jogo do Verdão no Beira-Rio, Tia Fia deve estar feliz com o que viu.

Ao contrário do desgostoso Goiás que se viu na maior parte deste conturbado Campeonato Brasileiro, o que tem estado em campo ultimamente, apesar das limitações técnicas, pelo menos anima o coração dos esmeraldinos, inclusive quanto ao que era uma improvável recuperação e fuga do Z4.

(continua após a publicidade)

Foi consenso entre quem assistiu ao jogo com olhos sensatos: diante do time de melhor campanha recente no Brasileirão, atuando fora de casa, o Verdão merecia ter terminado a partida pelo menos com um empate. Veja o gráfico abaixo, em que a altura das colunas representa a intensidade da pressão sobre o adversário (Inter de verde e Goiás de azul):

Sem titulo e1610514465719 - Olhando o Goiás de hoje, o que Tia Fia diria para cada esmeraldino?
Gráfico dos 90 minutos da partida mostra como a pressão esmeraldina emparedou o Inter a partir da metade do segundo tempo | SofaScore

Isto é importante dizer: o time, mesmo que ainda seja mais por demonstração de vontade do que técnica, voltou a agradar aos torcedores. É algo precioso num momento tão difícil como o atual.

Outro ponto que não é opinião, mas informação: não há nenhum time na mesma disputa (leia-se “fuga do rebaixamento”) que jogue futebol no mesmo nível que o Goiás está demonstrando.

Para quem está nessa faixa, é natural sair derrotado de confrontos com adversários como o Inter deste domingo, ou Flamengo, Atlético Mineiro, São Paulo, Grêmio e Palmeiras, é algo previsto na caderneta de todos os rebaixáveis.

Sendo assim, conseguir beliscar um ponto aqui ou três ali é algo fora da curva, mas fundamental para sair dessa faixa. É o que conseguimos contra Grêmio (empate) e Palmeiras (vitória) e temos boas chances de obter na próxima segunda-feira, contra o Flamengo.

Resumindo: não está morto quem peleia, como diz um ditado gaúcho. Lá do alto, Tia Fia vai inspirar esperança. Obrigado por tudo, maior das esmeraldinas!

_______________________________________

* Quando finalmente vim a publicar este texto, veio a notícia da morte do prefeito Maguito Vilela, outro reconhecido e ilustre esmeraldino. Como pessoa pública e pessoa física, fez muito pelo Goiás e pelo esporte goiano. Com certeza um dos melhores políticos do Estado (o mais hábil, certamente) e que agora entra num lugar de honra de nossa história. Vai fazer muita falta. Nossas mais sinceras condolências à família Vilela, tão castigada pela covid-19.

(continua após a publicidade)

LINCOLNEANAS

 * * * * *  O ambiente nas redes sociais dos esmeraldinos foi de extrema consternação pela morte de Tia Fia. Ela foi homenageada pelo perfil oficial do Goiás no Instagram em várias postagens, dentre as quais a mais comovente foi esta.

 * * * * *  Mesmo torcedores de outros clubes manifestaram respeito em forma de condolências e, mais, textos sobre Tia Fia. Um deles foi o do historiador Paulo Winicius Maskote, fanático atleticano. Para lê-lo, clique aqui.

 * * * * *  Marque aí na agenda verde: a partir da próxima terça-feira, às 20 horas, volta no YouTube o Sintonia Debates, mesa-redonda do Sintonia Esmeraldina, equipe a qual tenho o prazer de passar a integrar. Agradeço o convite do colega Wagner Oliveira para participar do programa e, em nome dele, saúdo os demais valorosos participantes.

 * * * * *  Hoje tem Goianão de volta, ainda que todas as atenções estejam na Série A. De cara, para o Goiás, um clássico com o Atlético na Serrinha, às 21h30. Sem torcida, obviamente, o jogo terá transmissão pela TV Anhanguera e portal GE.

 * * * * *  Ainda nesta semana, vamos entrar em mais detalhes sobre por que, ao contrário do que indica o atual 18º lugar, o Goiás tem totais condições de alcançar ainda a salvação do que seria seu quinto descenso. Aguarde!


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
para conter o avanço da pandemia de covid-19.
#EviteAglomerações — #UseMáscaraSempre


COMENTÁRIOS




Elder Dias
Jornalista, servidor federal, ambientalista e esmeraldino por natureza. Buscando sempre aliar paciência de Jó com perseverança de Cafu.