As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

Cidade de onde saíram as imagens mais tristes da pandemia no Brasil, pela primeira vez desde o pesadelo Manaus passou de um dia para o outro sem registrar nenhuma morte de covid-19. A última vez em que a capital do Amazonas havia ficado sem registro de óbitos foi em 29 de março, quando havia cinco mortes e 140 casos. Nos dados mais atualizados, da quarta-feira, 24/6, há 26.153 infectados e 1.735 vítimas do vírus. No mesmo dia, a cidade já havia fechado o hospital de campanha, com a alta do último paciente.

Casal de idosos recebe alta no mesmo dia e emociona profissionais da saúde na Bahia

Um casal de idosos, de 89 e 85 anos, recebeu alta em Jacobina (BA), 340 quilômetros a noroeste de Salvador, após se recuperarem juntos da covid-19. Seu Joaquim, de 89 anos, e Dona Berenice, de 85, estavam internados no Hospital Regional da cidade e foram homenageados pelos profissionais de saúde quando enfim puderam, na quarta-feira, 24/6, voltar para casa em Capim Grosso, a 62 quilômetros de onde ficaram hospitalizados.

Maioria dos brasileiros quer fazer viagem dentro do País depois da pandemia

O turismo doméstico é a preferência da maioria dos brasileiros nos primeiros meses pós-pandemia, segundo pesquisa da empresa MindMiners. No total, 61% dos participantes dizem que optarão por uma viagem dentro do País antes de se arriscar a ir ao exterior assim que a quarentena imposta pela covid-19 acabar. De acordo com a pesquisa, 71% dos que a responderam fizeram o cancelamento ou o adiamento de pelo menos uma viagem por causa da crise do coronavírus.

Médicos que combateram epidemia de meningite nos anos 70 comparam passado e presente

Serviço de escuta por psicólogos volta a subir, depois de queda em relação ao início da quarentena

Os governadores Renato Casagrande (PSB-ES), Waldez Góes (PDT-AP) e Mauro Mendes (DEM-MT) reclamaram nesta quinta-feira, 26/5, em audiência no Congresso, da falta de uma coordenação do governo federal no enfrentamento da pandemia de covid-19 e da dificuldade em obter para a rede hospitalar remédios usados no tratamento da doença. Em Goiânia, associação de hospitais privados diz que existe escassez, mas não falta de medicamentos. Quadro preocupa famílias de pacientes e também profissionais de saúde.

Bairros periféricos de Goiânia veem casos se multiplicarem em 7 dias

Em uma semana, o número de casos de coronavírus em alguns bairros de Goiânia chegaram a praticamente triplicar. Enquanto o Estado vive o fenômeno da interiorização da doença, com o número proporcional de infectados caindo na capital, nela as localidades distantes do centro começam a ver a piora de sua situação diante da pandemia. Um exemplo, é o Recanto das Minas Gerais, na região leste da cidade, em que os casos subiram de 21 para 59 em sete dias.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa    #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates