As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

Brasil será 1º país a testar vacina de Oxford contra coronavírus fora do Reino Unido

Agora considerado epicentro da pandemia, o Brasil tornou-se um “ponto positivo” para que o País fosse escolhido pela Universidade de Oxford como o primeiro a receber testes da vacina para a covid-19, pela alta contaminação pelo novo coronavírus. A aplicação começa já neste mês, em 2 mil voluntários, metade no Rio de Janeiro e metade em São Paulo. Os voluntários serão pessoas na linha de frente do combate ao coronavírus, com uma chance maior de exposição ao Sars-CoV-2.

Mãe e filha ficaram doentes ao mesmo tempo; semanas depois, saíram do hospital quase juntas

A dona de casa Lídia Bernardino da Silva, 67 anos, e sua filha Maria Cecília, de 37, festejaram o fato de ter se curado, no mesmo dia, da covid-19. Moradoras de Jundiaí (SP), elas começaram a passar mal na Semana Santa com os sintomas da doença, como falta de ar, tosse, febre e cansaço, e tiveram de procurar ajuda médica. Apesar de mais jovem, Maria Cecília foi mais castigada pelo vírus e teve de ficar mais tempo internada.

Remédio contra a covid-19 à base de anticorpos de plasma entra em fase de testes em seres humanos

A indústria farmacêutica Eli Lilly anunciou a primeira fase de testes em humanos de um medicamento experimental contra a covid-19. A aposta da empresa é derivada do tratamento à base de anticorpos, retirados do plasma de um paciente já curado. A empresa disse que o ponto de partida da pesquisa foi uma amostra de sangue de um dos primeiros pacientes dos EUA que se recuperaram da doença. A partir dos anticorpos localizados no plasma foram desenvolvidos anticorpos em laboratório, que são aplicados diretamente no paciente, de forma intravenosa.

Revista “The Lancet” coloca sob suspeita trabalho que levou OMS a suspender uso da cloroquina

A revista médica The Lancet divulgou uma nota de preocupação com um estudo alvo de críticas à cloroquina e à hidroxicloroquina, publicado na própria revista, na qual reconhece que “questões importantes” pairam sobre o trabalho e afirma que está sendo feita uma auditoria independente dos dados utilizados. O fato não significa uma retirada total do estudo, mas coloca em dúvida o trabalho científico realizado, que levou a OMS a recomendar a suspensão mundial do uso das substâncias no combate à covid-19.

Máscara, distanciamento e proteção ocular: o estudo mais completo sobre a eficácia contra o contágio

O periódico científico The Lancet publicou o artigo mais completo até agora sobre a eficácia do distanciamento social, do uso de máscaras e da proteção dos olhos na prevenção ao novo coronavírus. A equipe, parcialmente financiada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), contou com profissionais de 16 países que analisaram 172 estudos observacionais já publicados sobre a disseminação da covid-19, da Sars e da Mers. Clique no título da chamada para entender como esses três fatores influenciam (e muito) na redução do contágio.

Na última semana, Brasil passou EUA e liderou números do novo coronavírus em todo o mundo

A curva de novos casos e mortes confirmadas pelo coronavírus no Brasil continua ascendente e ultrapassou a média apresentada pelos Estados Unidos na semana passada, país que segue em 1º lugar em ambos os ranking, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Na semana entre os dias 26 de maio e 1 de junho, o Brasil registrou 6,8 mil novas mortes e 151 mil casos confirmados, enquanto os EUA tiveram 6,7 mil novas mortes e 141,4 mil novos casos de coronavírus. Nesta terça-feira, o País bateu recorde de mortes registradas em um só dia, com 1.262 óbitos.

Em processo de reabertura, Estado de São Paulo tem dia com recorde de óbitos e de casos confirmados

São Paulo bateu nesta terça-feira, 2/6, um novo recorde de casos e mortes por covid-19 em 24 horas. Foram mais 6.999 novos infectados e 327 novos óbitos. Os números ruins chegam no momento em que o Estado se prepara para uma reabertura gradual da economia e uma flexibilização da quarentena, algo que está previsto para durar até 15 de junho. Depois dessa data, diferentes regiões poderão reabrir parte do comércio, de acordo com indicadores de saúde.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa    #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates