Sem clubismo: é quase um consenso entre os músicos que o mais bonito dos hinos do futebol goiano é o do Goiás Esporte Clube.

O que pouca gente sabe é que isso ocorreu muito provavelmente porque estiveram envolvidos na sua elaboração alguns dos grandes compositores brasileiros de décadas passadas.

Nesta terça-feira, um deles se foi. Tavito Carvalho será sempre reconhecido pela belíssima Rua Ramalhete. Se não se lembra de nome (ou se você é muito novo/a), ouça:

Outra lembrança clássica que é dele, mas na voz da estrela Elis Regina, é Casa no Campo.

Dizem os entendedores – músicos, confirmem – que o Goiás tem um dos poucos hinos em tom menor, talvez um dos segredos de sua melodia tão particular.

O fato é que Tavito foi, ao lado de Paulo Sérgio Valle e Regininha (outros grandes compositores, inclusive da bossa-nova), um dos compositores do hino esmeraldino. Só isso talvez seja motivo para uma reverência a sua memória no próximo sábado, quando o Goiás enfrentará o Grêmio Anápolis na Serrinha.

Também na cena esportiva, outro legado memorável dele, com Aldir Blanc, foi Coração Verde Amarelo. Clique aqui e você vai se lembrar imediatamente (e com saudade) de qual música estamos falando.

Tavito morreu aos 71 anos, vítima de câncer. Deixa a mulher e uma filha. Obrigado por ter ajudado a deixar também um hino tão bonito para a torcida esmeraldina.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Elder Dias
Jornalista, servidor federal, ambientalista e esmeraldino por natureza. Buscando sempre aliar paciência de Jó com perseverança de Cafu.