O divórcio litigioso – para usar uma metáfora bastante usada pelo presidente da República – entre Sérgio Moro e Jair Bolsonaro está rendendo um linchamento virtual cada vez mais amplo da figura até então idolatrada pelo eleitorado brasileiro de direita e de extrema-direita.

Um vídeo que está circulando nas redes sociais, mostra um senhor, com sotaque do Norte-Nordeste, vestindo uma camiseta amarela com os dizeres In Moro We Trust – analogia irônica à frase que o então juiz disse em uma conversa das investigações da Operação Lava Jato sobre o ministro do STF Luiz Fux, segundo revelação do site Intercept Brasil.

Sendo filmado provavelmente em sua residência, o idoso começa dizendo que “gostaria que o vídeo chegasse até Sérgio Moro” e relata, como se estivesse falando com o ex-ministro, que tinha comprado aquela camisa em homenagem a ele.

Enfurecido, o homem segue dizendo que Moro não passa de um “traidor, um comunista incubado” que escolheu “o momento oportuno para trair o Brasil e o presidente”.

Na sequência, fala para Moro, em tom imperativo:

“Vá pra Globolixo, que é teu lugar, que é lugar da escória. Estou com Bolsonaro e não abro nem pro trem, até que provem o contrário. Porque eu sou de Deus e quem é de Deus não teme mais ninguém. E você, Moro, o que merece é isto aqui, ó…”

Então, o homem tira a camisa, pega um frasco de álcool e põe fogo na roupa. Veja o vídeo:

 

Enquanto prepara o “fim” da camiseta, ressalta que é “álcool gel, para exterminar vírus e vermos traidores como você, seu lixo comunista”. Com um isqueiro, o senhor consuma o ato de revolta.

Reações de indignação e defesa de Jair Bolsonaro se tornaram comuns depois que Sérgio Moro deixou o governo acusando o presidente de tentar interferir em investigações da Polícia Federal, inclusive pela troca de comando.

Em seguida, para se defender de acusações feitas por Bolsonaro na tarde do mesmo dia, Moro encaminhou à Rede Globo prints de conversas que tornaram mais complicada a situação do chefe do Executivo.

A associação com a emissora, rejeitada expressamente pela militância de Bolsonaro, agravou a situação do ex-juiz e ex-ministro diante deles.


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates