A atualização dos dados relativos à pandemia, realizada pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), confirma nesta quarta-feira, 24/6, 363 óbitos no Estado.

Em 24 horas, houve a perda de 34 vidas para a doença, o que é o novo recorde, com 10 a mais do que o número máximo anterior (24), de 2 de junho. Há ainda 44 mortes suspeitas sob investigação.

O número de óbitos é praticamente o triplo do era contabilizado quando o mês começou, quando havia 124 vítimas.

Até o momento, às 13h30, são 18.926 casos confirmados do novo coronavírus no Estado, também segundo a plataforma Covid-19 do governo de Goiás. O mês havia começado com 3.730 confirmações – aumento de quase 500% em 24 dias.

Outro número bastante negativo é o de ocupação das UTIs destinadas à covid-19, que ultrapassou a perigosa marca de 85%.

Em meio ao crescimento do ritmo da pandemia, há decisões de reabertura das atividades econômicas nas cidades mais importantes e um rebaixamento do índice de isolamento social.

Goiás continua como uma das unidades federativas que menor sucesso consegue na tarefa de manter sua população em casa, o que interfere diretamente no número de casos e de mortes pela doença.

A última vez que Goiás conseguiu colocar a maioria de seus cidadãos em casa foi em um já distante domingo, no dia 19 de abril.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa    #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates