O boletim oficial sobre a pandemia do novo coronavírus que é divulgado diariamente no começo da tarde vai trazer mais um triste recorde: será o maior número de óbitos no Estado de um dia para o outro.

Na atualização dos dados da doença realizada pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) nesta segunda-feira, 1/6, havia o registro de 127 vidas perdidas. No próximo, haverá pelo menos 12 mortes a mais, segundo a plataforma Covid-19, do próprio governo.

Da mesma forma, há pelo menos 266 novos casos desde o boletim anterior, quando foram confirmados 3.874 casos. Goiás, portanto, já ultrapassa, nesta data, a marca de 4 mil doentes de covid-19.

Goiânia tem pelo menos 1.741 confirmações e 58 óbitos. Isso corresponde a 42,7% do total de casos do Estado e 41,7% do total de mortes.

Proporcionalmente, tanto em termos de casos como de óbitos, a capital vem diminuindo seu porcentual em relação à soma dos números de Goiás. Ou seja, como em todo o País, por aqui a tendência também é de interiorização da covid-19.

De qualquer forma, o dado mais negativo para os goianos é  o de ter o mais baixo isolamento social do País: no domingo, 31/5, mais uma vez, o Estado ficou com o último lugar entre todas as unidades federativas nesse índice.

Mesmo em um dia de descanso, nem 45% dos goianos conseguiram manter a quarentena. Foi o único Estado a não alcançar esse porcentual. Os dados são da empresa InLoco.

A última vez que Goiás conseguiu colocar a maioria de seus cidadãos em casa foi em um já distante domingo, no dia 19 de abril.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa    #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates