Uma estreia condizente com o momento, com um placar satisfatório em relação ao adversário e nenhuma maior dificuldade durante o jogo.

O 3 a 0 sobre o Goiânia era tudo que o Goiás precisava para iniciar a temporada com tranquilidade e aliviar aquela tensão que existe em todo início.

Não foi nada perto de qualquer teste qualificado para aprovar ou desaprovar este ou aquele jogador para a temporada, esta ou aquela contratação. Em tese, não teremos como fazer essa comparação enquanto o Goiás não enfrentar um time de Série A, mas psicologicamente a vitória tem o efeito de ajudar as coisas a se encaminharem de forma positiva.

Um exemplo? Marlone. Especialmente no primeiro tempo, foi uma figura apagada. Mas o que vai ser apagado, com os dois gols, será o desempenho discreto. Mas, com certeza, o grau de autoconfiança do jogador, atuando pela primeira vez pelo novo clube, vai subir. E isso é muito importante.

Curiosamente, da mesma forma, a vitória serve para atenuar o que poderia ser um peso para quem não foi bem. É o caso aqui de Rafael Vaz, que fez uma ou duas trapalhadas (de acordo com o nível de exigência de cada torcedor) que poderiam ser fatais contra uma equipe mais qualificada. Mas o resultado faz com que esse tipo de acontecimento fique em segundo plano.

Michael contra Goiânia - Goiânia 0 x 3 Goiás: ideal para até quem jogou mal começar bem o ano
Michael em seu tradicional gesto de agradecimento aos céus: melhor em campo em um jogo sem intercorrências | Rosiron Rodrigues / Goiás EC

O grande jogador da partida, sem dúvida, foi Michael. Um gol mostrando recursos de domínio e finalização, uma finalização cujo rebate originou o segundo gol e uma assistência para Marlone para fechar o placar.

Léo Sena também mandou bem. Sem ter muito o que fazer como marcador, arriscou-se mais à frente e foi co-autor do primeiro gol, com um belo lançamento. Tomara que ele entenda que foi só o começo e dobre sua dedicação nos treinamentos.

O esmeraldino certamente agora ganhou mais ânimo para comparecer nas próximas partidas: contra o Novo Horizonte, de Ipameri, quinta-feira, na Serrinha; e domingo, no clássico contra o Vila Nova. Para o momento,  importa mais o astral fora de campo do que a técnica dentro dele.

LINCOLNEANAS

 * * * * *  A partir de hoje e até o fim do Goianão, o blog Verde 33 e o portal Estádio das Coisas vão promover a votação do Bola de Esmeralda, melhor jogador do Goiás a cada rodada. Para esta, sem dúvida o destaque vai para Michael. Grande atuação do pequeno jogador!

 * * * * *  Além de Rafael Vaz, também Brenner e ambos os laterais (Caíque Sá e Jefferson) ficaram devendo. Sidão, Geovane e Renatinho fizeram boas estreias.

 * * * * *  Se realmente a proposta do Goiás for de 3 milhões de euros para liberar Michael para um rival de Série A, é muito pouco. Ainda que fique com 25%.

 * * * * *  Ter mil torcedores presentes a menos do que o rival que estreou com a maior contratação da década em campo, em um jogo transmitido pela TV, não é nada mal. O Goiás aos poucos, parece reconquistar sua torcida e esse precisa ser o objetivo para iniciar o Campeonato Brasileiro.

 * * * * *  Muita reclamação sobre a atual estrutura do Serra Dourada para receber o público. Mais do que torcedores, que paga é cliente. Mudar esse quadro tem de ser missão prioritária para Rafael Rahif na Secretaria do Estado de Esportes.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Elder Dias
Jornalista, servidor federal, ambientalista e esmeraldino por natureza. Buscando sempre aliar paciência de Jó com perseverança de Cafu.