É só um jogo, mas não é só um jogo. Explico.

Quem se classificar no confronto entre Goiás e CRB hoje, a partir das 21h30, na Serrinha, ganha, além de uma vaga na 3ª fase da Copa do Brasil, também a continuidade de uma sequência fantástica de invencibilidade em partidas oficiais.

Com o triunfo, o Goiás chegará à nona vitória seguida e se manterá como o único clube 100% do ano. Mais do que isso, igualará sua melhor performance no futebol, em termos de aproveitamento, com nove vitórias consecutivas em jogos oficiais (confira nas Lincolneanas).

Já o CRB empatou mais do que ganhou em 2019 (são seis empates em nove jogos), mas alcançaria 15 partidas sem saber o que é derrota – a última ainda foi em outubro, para o São Bento (1 a 0), pela Série B.

Serão também 90 minutos disputando muita grana. Mais precisamente, R$ 1,45 milhão a mais no caixa, que é o valor da premiação para quem alcançar a próxima etapa da competição.

É muito dinheiro envolvido. Se até para o Goiás isso faz diferença, imagine então para o clube alagoano de orçamento restrito e que vai encarar as obrigações financeiras de uma Série B daqui a pouco mais de dois meses.

Apesar da localização geográfica semelhante, CRB não é Sergipe.

O colorado de Maceió tem sua tradição em competições nacionais e foi companheiro de divisão dos esmeraldinos nos últimos três anos. Período em que, aliás, venceram o Goiás três vezes em seis jogos. Por isso mesmo, a vantagem de jogar em casa é importantíssima (mais um motivo para você ler este texto até as Lincolneanas).

Mesmo assim, que os esmeraldinos preparem o coração e trabalhem juntos com o time, empurrando-o para o resultado positivo, até porque a defesa adversária tomou apenas 4 gols este ano. Ou seja, menos de meio gol por partida disputada.

Sim, o Goiás é mais time que o CRB. É, sim, o favorito, ainda mais se Michael jogar o que sabe.

Mas isso é Copa do Brasil, em que, neste momento, tudo se decide em dois tempos. E, nesse caso mais do que em qualquer outro, tempo é dinheiro. Muito dinheiro.

LINCOLNEANAS

 * * * * *  Em 2009, tendo Hélio dos Anjos no comando técnico, o Verdão também chegou a dez vitórias seguidas, mas, em meio a jogos do Goianão e da Copa do Brasil, teve também um amistoso contra o Brasília (5 a 1) nessa conta.

 * * * * *  Para o jogo desta quinta-feira ser decidido nos pênaltis terão de ocorrer dois fatos inéditos. O primeiro é ninguém vencer: em nove jogos disputados até hoje – todos pela Série B -, Goiás e CRB nunca empataram.

 * * * * *  O segundo fato jamais ocorrido seria o Verdão ceder pontos para o clube alagoano jogando em Goiânia. Em cinco partidas aqui, foram cinco vitórias, 13 gols marcados e apenas 1 sofrido, no último confronto (2 a 1 no Estádio Olímpico, na Série B do ano passado). Os dados são do portal Futebol de Goyaz e Outras Histórias.

 * * * * *  A turma do Sintonia Esmeraldina faz transmissão hoje para o Facebook, diretamente da Serrinha. Um olho no jogo, outro na rede social, para acompanhar a opinião dos torcedores-comentaristas.

 * * * * *  O Bola de Esmeralda de domingo, diante do Goiânia, ficou com Sidão, por duas importantíssimas (e difíceis) defesas em momentos cruciais do jogo. A arbitragem realmente prejudicou o Galo e ainda não foi desta vez que Michael entrou com o time já em vantagem no placar. Leandro Barcia mostrou que vai ajudar bastante a equipe.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Elder Dias
Jornalista, servidor federal, ambientalista e esmeraldino por natureza. Buscando sempre aliar paciência de Jó com perseverança de Cafu.