“As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

Motivos que levaram a África a não se tornar epicentro da pandemia após 6 meses

O continente mais carente do planeta tem uma população 6 vezes maior (1,3 bilhão) do que a brasileira, mas 4,5 vezes menos óbitos (26 mil) por covid-19. Mais de seis meses após o primeiro caso, no Egito, o temor por uma tragédia ainda maior na África não se confirmou. Mas há razões para que o pior não tenha acontecido — entre elas, o trabalho coordenado entre todas as nações e um suposto maior número de pessoas com anticorpos ao coronavírus, por conta das inúmeras epidemias por que o continente já passou.

Remédio para hipertensão reduziu gravidade e mortalidade por covid em pacientes, diz pesquisa

Uma pesquisa publicada aponta que alguns remédios para hipertensão podem ter um efeito benéfico em pacientes que já usam os medicamentos e são infectados pela covid-19. Pessoas com pressão alta estão entre os grupos que correm mais risco de morrer se forem infectadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Cientistas da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, concluíram que pacientes hipertensos que já usavam remédios inibidores do sistema renina-angiotensina-aldosterona (RAAS), tiveram menor risco de ser internados na UTI, de precisar de suporte de oxigênio (com ou sem ventilação mecânica) e de morrer.

Velocidade da pandemia começa a desacelerar em número de casos e de mortes, afirma OMS

A pandemia de covid-19 ainda está se expandindo, mas a alta no número de casos e mortes desacelerou globalmente, exceto pelo sudeste da Ásia e pelo leste do Mediterrâneo, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em sua atualização epidemiológica mais recente, a OMS disse que as Américas continuam sendo a região mais duramente afetada, respondendo por quase metade dos novos casos registrados e por 62% das 39.240 mortes computadas em todo o mundo pela doença na semana passada.

23 casos de reinfecção pelo novo coronavírus são investigados no Brasil

Pelo menos 23 pessoas estão sendo investigadas por terem supostamente testado positivo para a covid-19 duas vezes – são os possíveis casos de reinfecção da doença no país, segundo levantamento com as secretarias estaduais de Saúde. O número divulgado anteriormente era 27, mas houve uma revisão para menos.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa  — #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates