As cores dos títulos dão o tom da respectiva notícia: verde (boa notícia), amarelo (neutra ou de alerta) ou vermelho (preocupante). Clique sobre o título para acessar o conteúdo na íntegra.

Acre, Amazonas, Maranhão, Pará, Roraima e Tocantins. A pandemia começa a desacelerar pelo menos nesses seis Estados brasileiros, de acordo com relatório da Covid-19 Analytics, ferramenta criada por um grupo de professores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). O modelo identifica o número efetivo de reprodução do vírus (Re) no País, e as seis unidades federativas estão com uma taxa de retransmissão do vírus inferior a 1 – ou seja, a média de novos infectados para cada pessoa já infectada está abaixo de uma pessoa.

Garoto com microcefalia tem alta após 43 dias internado na UTI em Pernambuco

Um garoto do Recife é um exemplo de esperança na luta contra a covid-19. Arthur Gadelha, de 5 anos, recebeu alta do Hospital Santa Joana, na zona norte da cidade, após 43 dias internado em uma unidade de terapia intensiva. Ele conseguiu superar a doença, mesmo tendo microcefalia, condição que o impede de andar, de falar e compromete parte da visão. Por causa da doença, ele tem o sistema imunológico debilitado e passou dez dias entubado, tendo metade de um pulmão comprometida.

Idosa de 78 anos deixa hospital curada após novo coronavírus atingir cinco de sua família

Benedita Leite de Oliveira, de 78 anos, definiu sua recuperação da covid-19 da seguinte maneira: “Estou no ponto de dançar um forró.” Ela foi a última da família a deixar o Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital, onde estava internada. Além dela, a filha, o genro, a neta e o namorado da neta também tiveram coronavírus, mas já se recuperaram. Benedita ficou internada por nove dias. Ela começou a se sentir mal no dia 26 de maio, com tosse e falta de ar.

Quase metade da população mundial que ficou em confinamento não tem acesso à internet

À medida que o mundo entrava em confinamento, bilhões de pessoas assistiam à crise do coronavírus por uma janela aparentemente universal: a internet. Mas bilhões de outras pessoas não têm acesso a ela. Segundo estimativas da ONU, quase metade da população mundial (46%) ainda não está conectada. Para essas pessoas, o confinamento significa perder acesso imediato a informações vitais de saúde pública, oportunidades de trabalho remoto, aprendizagem online e consultas de telemedicina, entre outras formas de interação.

Cuidado: ar-condicionado de ônibus pode facilitar transmissão do novo coronavírus

Por ter uma condição diferente das tecnologias modernas de metrôs, aeronaves e trens, os ônibus com ar-condicionado são grandes vetores de disseminação da covid-19. O fato de não ter capacidade de filtragem e retenção de nanopartículas – como são os vírus – faz com que esse sistema distribua os microrganismos de maneira permanente sobre os passageiros, proporcionando um contágio em massa e permanente. Saiba mais clicando no título da chamada.

Com as salas de aula fechadas desde a segunda quinzena de março, o Brasil já passa a refletir sobre a volta dos estudantes. O Conselho de Secretarias Estaduais de Educação está criando diretrizes para orientar a volta. Na verdade, ainda há muitas dúvidas práticas que permanecem na cabeça de pais e educadores em relação a todo o processo. Veja como outros países estão tentando mitigar o risco de contágio em suas escolas, como Reino Unido, Dinamarca e Portugal.

Quase 500 médicos já perderam a vida para a covid-19 na Rússia, admite vigilância sanitária do país

Complicações da covid-19 mataram 498 médicos desde o início da pandemia na Rússia, conforme informou a agência de vigilância médica russa, a Roszdravnadzor. Profissionais de saúde do país denunciaram de material de proteção adequado nos hospitais. A Rússia registra até o momento um balanço de 561.091 contágios e 7.660 mortes por coronavírus. A nação ocupa o 3º lugar no mundo em número de infecções, atrás dos Estados Unidos e do Brasil.


O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa    #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates