Procurador-geral da República diz que Bolsonaro pode decidir sobre isolamento social

O presidente Jair Bolsonaro tem o aval da Procuradoria-Geral da República (PGR) para decidir sobre o maior ou menor distanciamento social em meio à pandemia do novo coronavírus. O parecer do procurador-geral da República, Augusto Aras, afirma não ser possível avaliar com precisão se a estratégia de limitar a circulação de pessoas tem eficácia para impedir o avanço da Covid-19.

Com dados oficiais atrasados, Brasil já pode ter 2 mil mortos por coronavírus

Com a falta de testes e o atraso na entrega de exames, há uma certeza a cada balanço de casos e mortes divulgado pelo Ministério da Saúde: o número de ocorrências tanto de uns como das outras é bem maior. Com a demora do processamento, muito mais pessoas morreram em decorrência da circulação do vírus, mas ainda não estão nas estatísticas.

5 indícios de que Mandetta pode deixar o ministério mais rápido do que se pensa

Na entrevista concedida ao Fantástico, da Rede Globo, em vários momentos o ministro da Saúde não evitou posições de enfrentamento ao discurso anti-isolamento social do presidente Jair Bolsonaro. Entenda como isso pode ser sinal de que Luiz Henrique Mandetta pode estar de saída da pasta, depois de muitos conflitos com o chefe.

Colegas pedem demissão de apresentador que pediu campo de concentração para infectados

Praticamente toda a redação do SBT assinou e entregou à direção do jornalismo uma carta de repúdio às declarações de Marcão do Povo, do “Primeiro Impacto”, que havia sugerido a implantação de “campos de concentração” para pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Eles querem converter em demissão a suspensão por 15 dias do apresentador.

Itália desce ao número mais baixo de mortes em três semanas

A Itália teve um domingo com os números mais baixos de novas mortes por Covid-19 em 24 horas desde 19 de março. Foi a primeira vez desde então que a quantidade de óbitos fica abaixo de 500 vítimas por dia. A quantidade de novos infectados, entretanto, ainda preocupa as autoridades italianas, muito reticentes em abrir mão da dura quarentena imposta à população.

Boris Johnson tem alta e faz declaração emocionada sobre “SUS” britânico e enfermeiros migrantes

Diagnosticado com Covid-19, o primeiro-ministro do Reino Unido foi internado quando seu quadro se agravou e ficou sete dias, muitos deles na UTI. Ao ter alta, ele enfatizou a importância de defender a saúde pública e agradeceu nominalmente a médicos e enfermeiros – dois destes migrantes, uma parte da população que já havia sido menosprezada pelo político em outros momentos.


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates