Poder do novo coronavírus equivale ao de 10 vírus H1N1, adverte OMS

Definitivamente, não é uma “gripezinha”. A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez um grave alerta sobre a Covid-19, ao comparar seu poder de letalidade ao do vírus H1N1, que matou 18,5 mil pessoas na última pandemia, em 2009, surgida no México. Em relação a seu antecessor, o SarsCov-2 se espalha mais rapidamente e tem dez vezes mais potencial destrutivo do que o vírus responsável pela gripe A.

Tratamento com cloroquina a pacientes em Manaus é interrompido por “motivos de segurança”

Com a falta de testes e o atraso na entrega de exames, há uma certeza a cada balanço de casos e mortes divulgado pelo Ministério da Saúde: o número de ocorrências tanto de uns como das outras é bem maior. Com a demora do processamento, muito mais pessoas morreram em decorrência da circulação do vírus, mas ainda não estão nas estatísticas.

Alta subnotificação poderia fazer número de casos ser até 12 vezes maior em SP, diz pesquisa

Trabalho de grupo de estudos da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) analisou quadro de registro de casos e concluiu: número de casos de Covid-19 no Brasil divulgado pelo Ministério da Saúde deve ser multiplicado por 12 para se chegar a algo próximo do real. Ou seja, tomando o registro desta segunda-feira (13/4), o total seria de mais de 280 mil.

Time coloca seus jogadores para conversar com torcedores idosos durante a pandemia

Uma nobre ação a favor do grupo mais vulnerável à Covid-19 foi realizada por um clube brasileiro: a ideia foi colocar atletas para bater um papo com sócios-torcedores de mais idade como forma de confortá-los nesses tempos de confinamento. Que clube é esse? Saiba clicando no título desta matéria.

Estrelas do esporte espanhol arrecadam quase R$ 800 mil em leilão

Ídolos do esporte na Espanha, o tenista Rafael Nadal e o jogador de basquete Pau Gasol conseguiram arrecadar algo em torno de R$ 800 mil ao promover um leilão beneficente de 78 itens para a luta contra o coronavírus. Entre as peças estavam uma camisa usada por Nadal na final do Torneio de Roland Garros do ano passado e um par de tênis autografado por Kobe Bryant, lenda da NBA que morreu em acidente de helicóptero em janeiro.

Megaempresas nacionais somam doações na casa de bilhão contra o coronavírus

Os maiores conglomerados financeiros e empresariais do País finalmente começaram a se abrir os cofres para a frente de combate à Covid-19. Um deles, o Itaú/Unibanco, fez saber que doará R$ 1 bilhão. Outras empresas e pessoas físicas já anunciaram ajudas financeiras e materiais, como Bradesco, Santander, Gerdau, Ambev, Rede D’Or, Petrobras e Vale. Saiba as ações anunciadas clicando no título da chamada.


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates