A figura tosca do então deputado Jair Bolsonaro era algo até folclórico no Congresso

Nacional. Expressões como “o erro da ditadura foi torturar e não matar” ou “Eu sou favorável à tortura, e o povo é também” assustavam, mas ninguém dava muita atenção a alguém do baixo clero.

As coisas mudaram. De forma surpreendente. Aquele “baixo clero” hoje é presidente da República, por fatores que quem entrou em coma em 2012 e acordasse agora não entenderia.

O que não mudou foi a coerência do discurso de deputado e presidente em relação à vida humana. O pouco caso de ontem se vê nas declarações chocantes de desprezo às vítimas da pandemia que até esta terça-feira, 28/4, tinha tirado a vida de mais de 5 mil brasileiros.

Tem sido assim também em outros temas. Veja abaixo dez vezes em que o “mito” usou palavras para debochar da vida, de bate-papos com apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada até pronunciamentos oficiais.

  1   Tortura? “Cascata pra ganhar indenização”

Em fevereiro de 2019, conversando bem à vontade com um ex-militar, Bolsonaro disse que “tortura era papo, tudo cascata para ganhar indenização”. A ditadura matou, oficialmente 434 pessoas e torturou alguns milhares em 21 anos.

  2   80 tiros no carro, mas o Exército não matou ninguém

Abril de 2019: durante a intervenção contra o crime no Rio, o músico Evaldo Rosa teve seu carro alvejado por 80 tiros de soldados do Exército. Estava com sua família e morreu na hora. O catador de papel Luciano Macedo tentou ajudar, foi atingido e morreu dias depois. 

Veja também: O catador de papel fuzilado não vai virar nome de praça

  3   Contar ao presidente da OAB como morreu seu pai

Em maio, buscando atingir o presidente da OAB, ao reclamar da atuação da entidade no processo judicial de Adélio Bispo, autor do atentado em Juiz de Fora, Bolsonaro disse saber como morreu o pai de Felipe Santa Cruz. Fernando foi uma das vítimas da ditadura.

  4   Ironia sobre mortes em rodovias

“Se houvesse interesse em salvar vidas, botava um radar à frente de cada hospital”. Esta foi a defesa de Jair Bolsonaro para seu projeto de retirar radares das rodovias, em agosto de 2019.

  5   Ministros corruptos no pau de arara

Em um discurso moralista, falando sobre a imagem do Brasil “lá fora”, disse que, em um ano de governo tinha tido “zero casos de corrupção. E completou: “Se aparecer corrupção, boto no pau de arara o ministro”. Pau de arara é um meio de tortura. Era dezembro.

  6   Esse “clima todo” que “prejudica a economia”

Programas de TV com apelo populista deixam Bolsonaro à vontade. Em março, dias após a primeira morte por covid-19 no Brasil, ele disse que o vírus pegaria alguns “no contrapé”, mas que não poderia ser criado “esse clima todo que está aí”: “Prejudica a economia.”

  7   O presidente de “histórico de atleta” e a “gripezinha”

Naquele que foi provavelmente o pronunciamento em cadeia nacional mais irresponsável da história da República, o presidente conclamou as pessoas a abandonarem o isolamento social e a ir trabalhar, porque, para a maioria, seria só “uma gripezinha”. Fim de março.

  8   “Não sou coveiro”

No começo de abril, o Estado do Amazonas já estava o caos e o Brasil ultrapassava 2,5 mil mortes. Um repórter perguntou sobre quantas mortes seriam aceitáveis. Por duas vezes, irritado, o presidente responde: “Eu não coveiro”, cortando a conversa.

  9   Comparação do atentado à execução de Marielle

Reagindo à saída de ministro da Justiça, Jair Bolsonaro reclamou que a Polícia Federal, chefiada por Sérgio Moro, se preocupou mais com o caso Marielle, executada no Rio em 2018, do que em investigar um suposto mandante do atentado que sofreu em Juiz de Fora.

 10  “E daí? Lamento, quer que eu faça o quê?”

Nesta terça-feira o Brasil superou o marco terrível de 5 mil mortes pelo novo coronavírus, Bolsonaro foi questionado por repórteres. Sua resposta? “E daí, lamento, quer que eu faça o quê? Sou messias, mas não faço milagres”. Gargalhadas de apoiadores ao fundo.

O portal Estádio das Coisas apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa   #SeSairUseMáscara


COMENTÁRIOS




Estádio das Coisas
A arena para todos os debates